Saiba Tudo Sobre Trickline Modalidade Do Slackline

Trickline, a modalidade mais dinâmica do slackline

Embora algumas pessoas ainda não saibam, o Slackline se divide em quatro modalidades distintas.  (Clique aqui para conhecer cada uma delas).  Ambas têm em comum o equilíbrio sobre uma fita. Mas cada uma delas tem uma característica específica, e hoje nós vamos falar sobre o Trickline, a modalidade das manobras sobre uma fita de Slackline.

Durante a difusão da prática de Slackline pelo mundo, o Trickline se tornou rapidamente a modalidade mais popular entre os praticantes de nível intermediário. Ou seja, a maioria dos adeptos que dominavam o caminhar sobre a fita acabavam por se interessar em aprender a dar saltos e giros.

O nome TRICKLINE, aliás, se deu pela junção dos termos trick = manobras e line= fita. E é exatamente disso que se trata a modalidade, sem dúvida a mais dinâmica do universo Slackline. Exatamente por isso é atrai muitos jovens atletas praticantes de outras atividades esportivas, como bike, skate, surf e muitos outros.

Como surgiu o Trickline:

Conforme contamos em um artigo anterior, sobre história do Slackline, a prática do esporte começou nos anos 80 na Califórnia. Entretanto nesta época as fitas eram feitas com as cordas e fitas usadas na escalada.

O Trickline surgiu como um instinto de evolução natural de alguns atletas.  Ao aprenderem a se equilibrar sobre a fita, estes decidiram que queriam também aprender a saltar e, consequentemente, fazer diversas manobras sobre ela.

Foi nesse momento portanto que a Gibbon Slacklines, que já vinha desenvolvendo equipamentos para iniciantes no esporte. Com o foco em facilitar a montagem e transporte, passou a também desenvolver fitas focadas em desempenho, específicas para a prática de Trickline.

Surgia assim a primeira versão da Jibline, certamente um grande marco na história do esporte, por ser a primeira fita a ter a trama desenvolvida exclusivamente para a nova modalidade. Além de oferecer mais elasticidade, a Jibline também inovou com o material silk emborrachado, que dava mais aderência na aterrissagem das manobras. Os atletas receberam a novidade com muita empolgação e deram então início a um processo de evolução meteórico que logo se espalharia para o mundo todo.

Como o Trickline se espalhou pelo mundo: 

Em 2009 na ISPO, uma das maiores feiras de esportes outdoor do mundo, a Gibbon Slacklines afinal realizou a primeira competição internacional de Slackline do mundo. E lá estavam pioneiros na modalidade e grandes nomes do Slack como Andy Lewis, Alpha Mike e Momo Wiesse. Esta competição foi certamente um grande marco na história do esporte. Os vídeos dos atletas executando saltos mortais sobre uma fita de 5cm de largura se espalharam pelo mundo através da Youtube e outras redes sociais, eventualmente atraindo praticantes em diversos países.

Em 2010 a Gibbon realizou o primeiro World Cup Munich na Alemanha. A partir de então a comunidade do Trickline não parou mais de se crescer pelos quatro cantos do mundo.

O Trickline no Brasil: 

O Slackline chegou rápido por aqui. Inspirados pela evolução dos atletas gringos, praticantes brasileiros começaram a treinar Trickline nas areias da praia de Itacoatiara. Surgia aí a Catraquis Crew, pioneira na divulgação do Trickline em nosso país. E foi na paradisíaca Itacoatiara que a Gibbon Brasil realizou a primeira competição nacional do esporte. A partir daí a novidade se espalhou por todo país, contando com a organização de equipes e federações e muitas competições. Tudo primordialmente movido pela paixão dos atletas e pela evolução meteórica das manobras.

A evolução do Trickline:

É impressionante a evolução dos atletas e das tricks em um período relativamente curto. Em 2009 se experimentava butt bounce, cheestbounce (manobras de base no Slackline) e giros de 360 graus, novidades que os atletas ainda estavam aperfeiçoando. Atualmente podemos ver atletas acertando triple butt flips (três giros mortais e cair equilibrado na fita) e combos de extrema dificuldade física e atlética.

Dicas para quem quer aprender Trickline

Aprenda a caminhar sobre a fita: 

Não seja afobado. Antes de querer aprender a “pular” na fita e fazer manobras, aprenda a ficar equilibrado na fita e caminhar com tranquilidade. Slackline é um esporte de equilíbrio e paciência. Portanto, respire!

Aprenda manobras estáticas: 

São posturas de equilíbrio que vão ampliar a sua consciência corporal sobre a fita.

Use um equipamento adequado: 

O uso do equipamento desenvolvido para modalidade vai garantir a evolução no aprendizado e a segurança do praticante.

Aprenda manobras as manobras de base:

Buttbouce:

Cair sentado na fita e voltar a ficar em pé. Essa é uma manobra base no Trickline. Ou seja, serve de transição entre uma manobra e outra e também para dar amplitude ao atleta.

Cheest Bounce:

Cair deitado de peito na fita e voltar equilibrado. Outra manobra que serve de base no Trickline.

Procure praticar com atletas mais experientes: 

Eles, com certeza, têm muito a ensinar para tornar sua prática mais segura e o seu aprendizado mais rápido. Neste sentido você também pode assistir a uma infinidade de vídeos de manobras no Youtube. Uma dica é acompanhar os vídeos da série trick in a minute que ensina as manobras passo a passo.

Bons treinos!

5 Dicas para quem quer aprender slackline.

Equipamentos para Slackline tudo que você precisa saber.

Gostou deste artigo e ficou animado a praticar slackline?

Conheça os produtos Gibbon Slacklines

This Post Has 3 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carrinho